terça-feira, 30 de setembro de 2008

l.u.l.a.

boneca de pano
copo de plástico
cavalinho de madeira
cerveja sem álcool
jornal na internet
carne de soja
Lula de espuma (?)

na real, tudo isso, muito falso . . .

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

encontros e desencontros

ela se formou em filosofia, no último semestre, mas na verdade é um escritora e fotógrafa frustrada, não gostava do que escrevia e achava que suas fotos eram medíocres. "Toda garota passa pela fase da fotografia" ela diz.

ele, um ator decadente, que vê num anuncio de whisky, a possibilidade de ganhar uns milhões.

os dois estão no outro lado do mundo, em Tóquio, onde não é só a língua que os atrapalha, é o fuso horário, as noites de insônia e a incompreensão dos demais.

ela tem um marido, mas se não tivesse, não faria nenhuma diferença. ele tem uma esposa preocupada com a cor do próximo tapete que irá comprar, no ocidente.

os dois solitários se encontram em um hotel na cidade colorida e dos ideogramas incompreensíveis.
estão frustrados, carentes, angustiados. querendo que a viagem acabe de uma vez.
mas no momento que se conhecem, o mundo pára, não existe mais fuso-horário, nem dificuldade de comunicação. surge a vontade de permanecerem juntos a maior parte do tempo e só desejam que o retorno demore bastante para chegar ou mesmo que ele nunca chegue.

mas ela se apaixona . esquece o marido que irá voltar de uma breve viagem a trabalho . ele ainda pensa nos filhos no lado ocidental . não quer jogar tudo pro alto por uma aventura . ela só quer que ele fique mais um pouco . ele acha que ela ainda tem tempo para superar os problemas de sua vida .

eles sabem que devem continuar suas vidas. que são diferentes. mesmo sendo tão parecidos, tão solitários, tão americanos.

mas se afastam . se despedem . um beijo apenas . e talvez a promessa de se encontrarem por aí . em qualquer outro lugar do mundo . num desses encontros e desencontros da vida .

Marcelo, marmelo, martelo

o post do Marcelo rendeu um link e uma sugestão de leitura, mesmo que seja infantil.

meu caro amigo, resposável por 50% da audiência deste espaço que enviou. Um beijo pra ti!

a propaganda do livro diz:

Você já parou para pensar de onde vêm os nomes das coisas? Por que computador chama computador? Por que temos de chamar a água que cai do céu de chuva?

Marcelo fica muito cismado com esse problema e resolve que vai chamar as coisas do seu próprio modo. Assim, leite vira "suco de vaca". Mas sua vida começa a ficar difícil quando ele inventa palavras novas para todas as coisas e ninguém mais entende o que ele fala!
Este livro nos mostra a esperteza e vivacidade com que seus personagens resolvem seus impasses: Marcelo cria palavras novas, Terezinha e Gabriela descobrem a identidade na diferença e Carlos Alberto entende que não temos nada sem amigos.


sábado, 27 de setembro de 2008

Acima do mar, só o céu

MARCELO!

Não sei porque esse nome não sai da minha cabeça há alguns dias.

Acho que é porque soa bonito Mar Celo . uma mistura . mar com o céu . combinam . mais ainda com um sol quente que só o verão pode trazer.
mas ainda é primavera. . .
acho que vou ter que esperar o próximo verão . pode ser que encontre um Marcelo.

nunca tive um namorado Marcelo . nunca tive um caso com um Marcelo . nunca tive um amigo chamado Marcelo . não lembro de ter tido um colega de escola chamado Marcelo. Marcela sim, mas aí não vale.

Mar

Celo

não consigo saber se usa barba . nem sentir seu cheiro . nem saber se é canhoto . ou se gosta de ouvir música alta enquanto dirige . ou se teve sarampo na infância .

não é Pedro . não é Paulo . não é Jorge . não é Felipe

é somente Marcelo . o nome que não sai da cabeça e o rosto que ainda não consigo ver . . .

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Descoberta

Definitivamente:

O que passou,

passou . . .

e

não volta mais!


Ainda bem!






segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Ensaio . . .

da mente de Saramago veio a idéia . do livro vieram as palavras . das palavras fez-se o roteiro . do roteiro a imagem . e assim . surgia o filme!

da cabeça de um escritor, uma visão . pelos olhos de um diretor, outra.
nem melhor nem pior, apenas diferentes .

mas as diferenças ficaram de lado . . .

duas visões que se cruzaram e surgiram as imagens do Meirelles, das idéias contidas no livro do Saramago.

dois caras "do bem" . que falam . escrevem . sonham . raciocinam e pensam em português . um fez Cidade de Deus . o outro é quase um "Deus" na literatura . merecendo do mundo nada mais do que um nobel .

um faz milagre com as palavras . o outro faz da arte das palavras, o milagre de transformá-las em imagens .

dois caras de fala mansa . equilibrada . tranquila . humildes e sensiveis . que choram . se emocionam e demonstram . . .

E é assim, por essas e por outras que o mundo fica mais belo com as palavras . as idéias . os sons . os sinais . os gestos . as imagens e a sensibilidade dos escritores e dos diretores de cinema!

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Hoje eu vou torcer

Hoje acordei disposta . disposta a resolver conflitos . disposta a dar presentes . disposta a abaixar a cabeça e reconhecer os erros a pessoas que realmente merecem que eles sejam reconhecidos.

Hoje acordei feliz . acordei com vontade de torcer para que as coisas dêem certo . e sinto que elas estão indo pelo caminho certo .

Hoje nem o atraso do ônibus me atrapalhou . nem o frio que apareceu de mansinho e me pegou de surpresa me deixou mau humorada . nem o café frio . nem o feijão que não etsava tão saboroso .

Hoje nada me deixou pra baixo . nada!

a risada feliz que agrada meus ouvidos esteve presente o dia inteiro . e me deixou mais contente.

hoje nada atrapalhou . nada no meu caminho . nada que fizesse eu desistir de continuar torcendo para que as coisas dêem certo . porque o que é certo é que no final de tudo elas sempre dão certo

hoje estou a fim de torcer . pelos meus . pelo próximo . pelos próximos dos meus próximos . por que nada vai atrapalhar .

E já diria Jorge Ben :
Hoje vou torcer pela paz . pelas moças bonitas . pelo inverno . pelo verão . pela alegria . pelo amor . pelas coisas úteis que se pode comprar com dez cruzeiros . pelo bem estar . pela compreensão . pela agricultura celeste . pelo coração . pelo jardim da cidade . pela sugestão . pelo meu amigo que sofre do coração . . .

Hoje só quero torcer . . .

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Setembro chegou!

A propósito: voltar a sentir frio na barriga é bom demais.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails