segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Gol contra

é incrível, mas enquanto uns se esforçam tanto para conquistar o campeonato, outros parecem fazer de tudo para que dê errado. Isso inclui perder de goleda e fazer gol contra!

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

aposentadoria

Romário Edmundo e Popó, os três ex-esportistas já encontraram uma maneira de garantir suas respectivas aposentadorias: todos se filiaram em partidos políticos na última semana e pretendem concorrer a vagas de deputados estaduais e federais.

Alguém tem dúvida que não irão se eleger?



quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Sinaleira

Muito boa a nova campanha da Prefeitura de Porto Alegre incentivando os motoristas a pararem na faixa de trânsito. Só que não adianta nada se não avisarem os pedestres que eles também devem respeitar a indicação da sinaleira quando esta estiver com uma mão estendida em VERMELHO.

E digo isso como pedestre hoje pela manhã caminhando no centro da cidade.

domingo, 6 de setembro de 2009

Sobre domingo e limpeza

Talvez se eu tivesse carregando uma barriga de nove meses, no momento em que decidi juntar balde, escova e sabão em direção ao banheiro, as pessoas da casa já saberiam que se tratava da faxina que quase todas as gravidas passam antes de ganhar o bebê. (Pelo menos tentei acreditar quando lí isso certa vez em alguma revista destas do tipo 'seleções', confortavelmente acomodada em um sofá da recepção de um consultório de um dentista, na época em que ainda mantinha um plano de saúde.)

Certamente, caso carregasse tal barriga e se me deixassem acabar a limpeza, todos já estariam à minha espera, munidos com a sacola clássica de bebê, recheada de fraldas, pequenas meias, as lembrancinhas para as eventuais visitas no hospital e um pijama novo, colorido, delicado e com desenhos infantis, não muito distinto dos que uso atualmente, e que certamente usaria durante a temporada na maternidade, dando cada vez mais sentido à tese de que mãe e filho se tornam extensão um do outro em momentos como este: roupinhas e pijamas cheirando a novo, coloridos, com estampas infantis e delicados, combinando perfeitamente com a pele macia do bebê.

Mas o certo é que eu não estou gravida e que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Pelo menos tentei acreditar nessa frase, que também devo ter lido alguma outra vez em algum outro artigo de outro exemplar da revista seleções, mas desta vez em pé em uma recepção do SUS, aguardando uma dermatologista qualquer e me surpreendendo com o fato de existir alguns exemplares de revistas para distrair os pacientes.

E é por acreditar na expressão que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, que também tento acreditar que não tenha restado nenhum daqueles técnicos irresponsáveis que resolveram fazer testes com farinha em anticoncepcionais. Tento também acreditar que o Sr.Shering do Brasil até pode ter errado uma vez, mas não pode ser tão generoso a ponto de querer arcar novamente com indenizações a centenas familias que engravidaram com a tal pílula de farinha. Aliás, acho que "farinha" é uma palavra excluída do vocabulário da shering do brasil. Pelo menos eu tento acreditar nisso.

Então, eliminada a possibilidade de uma gravidez, o que vem na cabeça, enquanto me encaminho ao banheiro neste domingo, levando balde, escova e sabão é a lembrança de que o momento da limpeza no banheiro era algo que inevitavelmente eu tinha que encarar quando decidia fazer certo agrado à minha mãe, há uns bons dez anos. Não me parecia um suficiente esforço quando apenas organizava meu quarto com as pilhas de revistas, as fitas cassete em ordem alfabética, as meias enroladas em bolinhas na gaveta e o sapatos dentro de caixas, que por sua vez iam dentro do roupeiro...
A tarefa que me rendia mais elogios era a tal da limpeza do banheiro. Fato é que, consequentemente, era a que ocasionava mais cansaço também.

E foi então que hoje decidi que antes de simplesmente tomar um banho, transformaria todas as coisas pretas, localizadas naquele espaço 2x2, em brancas, ou pelo menos eu tentaria, literamente com todas as minhas forças, que as deixaria um pouco mais claras. O exagero, claro, é por minha conta. Realmente as coisas não estavam lá muito escuras, mas também não quer dizer que estavam lá muito brancas. E a verdade é que elas precisavam de um bom trato.

Há alguns anos enquanto limpava o banheiro, geralmente em um sábado à tarde, eu me distraía pensando na roupa que poderia usar mais tarde em uma festa com os amigos, outras vezes cantava uma música, ou várias vezes a mesma música, ou várias vezes várias músicas pra tentar fazer o tempo passar mais rapido, entre uma escovada e outra nos azulejos.

Hoje resolvi deixar o tempo passar na velocidade que ele realmente deveria passar, cantando, talvez alguma música, mas sem a intenção de acelerá-la. Escolhi me entreter visualizando os azulejos e seus rejuntes ficando cada vez mais claros, conforme a velocidade e a força empregada na escova. Resolvi perceber o ruído interessante decorrente do atrito entre as cerdas e os relevos dos azulejos.

Escolhi por acompanhar o trajeto da água limpa que empurrava calmamente para longe a sujeira escura que se desintegrava do piso. Percebi, pouco a pouco, meus dedos murcharem e envelhecerem 60 anos em 60 minutos de limpeza. Resolvi, por fim, acreditar que todas aquelas fórmulas químicas formadas pela composição do CETARYL ESTERS, juntamente com NIACINAMIDE, somadas com o TOCOPHERYL, o BEHENTRAMONIUM CHLORIDE e o ETHYLHEXYL METHOXYCINNAMTE e acrescidas das vitaminas B3 + a vitamina B6 irão revitalizar, reforçar e dar cor e extrabrilho como garante o fabricante Garnier, enquanto me permitia deixar o cabelo lambuzado com o creme fortificante e coberto por uma touca formada por bolinhas de isopor e forrado por algo que remete a um alumínio e que te faz, literalmente, esquentar a cabeça.

Foi então que no domingo, num excesso de ânimo, entreguei alguns minutos do meu dia a uma tarefa que há tempos não realizava. E com tantos pensamentos que incluiam grávidas fazendo faxina, artigos de revistas seleções, teorias sobre raios que caem duas vezes e recordações das fitas cassete fui me satisfazendo ao ver tudo ficando limpo e cheirando a desinfetante de pinho.
Consegui alcançar uma sensação de cansaço aliviado e no final de tudo isso ainda pude perceber um brilho diferente nos olhos da minha mãe. Talvez seja isso que o dicionário consiga classificar como 'recompensa'.

E é pelo menos nisso que eu acredito.


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails